Agende a sua consulta ou exame:
Logo

Resultado de Exames


Datas para Lembrar

Outubro Rosa - Combate ao Câncer de Mama

07/05/2020 3 min

Em homenagem ao mês dedicado à conscientização, combate e prevenção do câncer de mama, trazemos informações a respeito dessa condição.

Ao receber notícias de um diagnóstico de câncer na família várias preocupações começam a surgir. Acima de tudo com a pessoa afetada pela doença, mas também com uma questão mais técnica: se a causa foi mutação no DNA, ou se veio de herança genética.

 

Contrário ao que muitos acreditam, as chances de desenvolver o câncer por hereditariedade não são somente possíveis de “prever” quando vemos essa doença isoladamente por entes familiares. Algumas condições menos letais na família podem ser indicadoras de genes que podem acarretar o câncer!

 

Como estamos no mês dedicado à conscientização do câncer de mama, os exemplos serão direcionados a eles.

 

Sabe-se que alguns tipos de síndromes estudadas são comprovadamente ligadas a chances de desenvolvimento de um carcinoma na mama, dadas as condições favoráveis a isso. Em hereditariedade, síndromes como as de Li-Fraumeni, de Lynch e de Peutz-Jegher, são indicadoras dessa possibilidade. Não significa que toda pessoa com uma dessas condições desenvolverá câncer, nem que familiares obrigatoriamente terão essa condição. Em situações como essa, deve-se fazer exames investigativos.

 

Contudo, não é sempre que uma mutação será a causa do tumor, mas o ambiente no qual o indivíduo vive influenciou no surgimento dele. Esse é o caso do câncer esporádico. Ainda que não existam dados mais concretos, foi descoberto que mulheres com mama densa, que tiveram menarca precoce ou são expostas à radiação com constância geralmente desenvolvem esse tumor com mais facilidade.

 

É bom ressaltar a importância de fazer, sempre o autoexame de toque e ao menos 1 vez ao ano, a mamografia, mas, sob qualquer suspeita de tratar-se de caso genético, é imprescindível agendar uma consulta médica, para que o tratamento da doença tenha início o quanto antes. Os tratamentos para estágios iniciais são muito menos estressantes para o corpo e o paciente do que o oposto.

 

Vale também salientar que o câncer de mama não é apenas visto em mulheres! Embora a ocorrência seja menor em homens, o gene facilitador do desenvolvimento do carcinoma de mama também é encontrado em pessoas do sexo masculino. Então é importante que eles façam os testes, assim como as mulheres.

 

A HAOMA possui equipes de profissionais qualificados para a identificação do câncer de mama, assim como outros tipos de câncer e condições similares a ele. Converse com a nossa Equipe e conheça o seu DNA!

 

O câncer de mama tem cura, e ela começa com a prevenção!

Transforme sua vida já! A genética ao seu alcance. Deixe seu contato no formulário abaixo para saber mais.

* campos obrigatórios